segunda-feira, 29 de agosto de 2011

Se O Amor Chegar...

Um dia talvez você sairá dos meus sonhos e chegará,
Trajando simplicidade, com muito amor, muita ternura.
E se é para ser meu amor, então que seja puro!
Sua voz me fará tremer, perder os sentidos,
seu perfume me inebriará.
Sonho real, poderei assim chamar e apregoar boas novas:
que o amor verdadeiro existe!
Nossas mãos se enlaçarão, comunicaremos com nossos olhares, famintos de amor e os lábios se aproximarão como imãs.
E a noite parará em festivo silêncio,
Estrelas dançarão comemorando nosso tão desejado encontro.
Choro, sorriso, desejos antigos sendo realizados.
E será a vida a escrever nova história,
Será você, com amores guardados a me oferecer,
Eu, com desejos antigos a receber,
amor, preparado há anos, com esmero,
a entregar-lhe,
Sem medo, sôfrego, deliberadamente!
A chama em nós não se consumirá,
Enquanto não se expirar a vida,
E eternizaremos o efêmero,
porque o sonho de um amor verdadeiro possuir,
através de nós, enfim, se realizou!
Denilson 22/08/2011

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

Radiografia Do Macho


Os homens procuram todo tempo negar seus sentimentos de medo, de angústia, de fragilidade. Mas por trás dessa fortaleza se escondem grandes aflições.

Vergonha Dos Sentimentos

A síndrome de “meninos não choram” torna muito doloroso sentir vergonha de si mesmo. Por isso muitos homens desenvolvem a tendência de jogar a culpa de seus erros nos outros.

Medo De Falhar Na Cama

Como a impotência sexual está relacionada à ansiedade, quanto mais pressão a pessoa faz sobre si mesma para se curar, pior ela fica.

Racionalização Excessiva

Virar as costas às emoções prejudica os relacionamentos afetivos, a vida profissional e pode até trazer risco à integridade física. Homens incapazes de sentir medo podem fazer negócios desastrosos ou colocar a vida em perigo ao se envolverem em brigas e acidentes.

Auto-Suficiência

A negação da necessidade de pedir ajuda faz com que muitos homens vivam, sem perceber, em permanente estado de depressão.

Insegurança

O medo de ser frágil e falível faz com que muitos homens evite ir ao médico até para um simples check-up.

Egocentrismo

Eles precisam ser admirados por sua força, seu poder e suas conquistas. É resultado da enorme insegurança masculina diante da obrigação de ter sempre bom desempenho.

Agressividade

Também é consequência da insegurança. Quando meninos não são autorizados a chorar, apenas a sentir raiva, depois de adultos só conseguem expressar esse tipo de sentimentos.

Sexo E Amor

Desde cedo os meninos dissociam amor de sexo. Isso ocorre, muitas vezes, por influência dos pais que os estimulam a sair com  garotas de programa e, assim, provar masculinidade. Na vida adulta, são frequentes os conflitos sexuais com as parceiras.

Extraído da revista Veja de 22 de agosto, 2001.

segunda-feira, 22 de agosto de 2011

Entretecimento

Não é que eu não queira algo assim tão genial,
mas, às vezes, prefiro entretecer fios de meu silêncio,
tão eu para comigo!
juntar gume por gume de minhas tenras lembranças...
fechar em minha introspecção alguma aliança.
Aprender na quietude dos enigmas,
mistério vital que me devora!
Reunir este, essa, aquela linha,
Formar o “isto aconteceu comigo”,
Planear, em dedução,
Novo devir!
Denilson   21/08/2011

sexta-feira, 19 de agosto de 2011

Precisamos De Tempo!

Precisamos  de mais tempo, tempo para curtir os amigos, ficar em casa assistindo a bons filmes, sair por aí vagando sem se preocupar com as rotas e as notas.
Precisamos de tempo para fazer aquela receita predileta, tomar leite moça na lata, rir até doer a barriga, brincar com o cachorro, o gato e também fazer guerrinha de sapato (mas sem se machucar)!
Temos que parar o tempo nas horas felizes e voar por aí, sem asas, sem casas, sem rumos certos, imprecisos, mas felizes!
E o tempo nos esquenta, aperta, depois solta!
O tempo, parece menino brincalhão que quer nos pregar peças, e consegue, arrasa-nos, e depois nos diverte!
Ah! O tempo é manga não madura que deixa nódoa em nossa pele, é fruta temporã que nos sacia, é o passar do ponto que apodrece!
É um limitar, colocando-no nos à parte de alguma vivência, impõe-nos sobrevivência!
O tempo é o desabotoar da juventude e o afrouxar da velhice, nele amamos, odiamos, reconquistamos, ganhamos ou perdemos.
O tempo é o futuro que nos convida, nos amedronta, impenetrável, aquém instransponível.
Do tempo somos vítimas, réus dele, veredicto determinado por ele!
Denílson 11/08/2011

quinta-feira, 18 de agosto de 2011

Fernando Pessoa

Fernando Antonio Nogueira Pessoa
* Lisboa, Portugal – 13 de Junho de 1888 d.C
+ Lisboa, Portugal – 30 de Novembro de 1935 d.C
"Se depois de eu morrer,
quiserem escrever a minha biografia,
Não há nada mais simples.
Tem só duas datas
- a da minha nascença e a da minha morte.
Entre uma e outra todos os dias são meus."

Fernando Pessoa/Alberto Caeiro; Poemas Inconjuntos; Escrito entre 1913-15; Publicado em Atena nº 5, Fevereiro de 1925






Fernando Antônio Nogueira Pessoa nasceu em Lisboa, tendo perdido o pai, aos cinco anos de idade. Sua educação é iniciada em escolas inglesas, o que lhes propicia domínio sobre a língua anglo- saxônica. Estuda na Universidade de Cabo. Torna-se colaborador da revista A Águia. Dedica-se ao espiritismo, declarando-se “médium”. Dedicou-se, ainda, ao ocultismo. Reconhece-se anormal. As tendências para a loucura foram, muitas vezes, dominadas pela sua inteligência.
No final da vida teve fortes crises de depressão mental, que o levaram ao vício da embriaguez.
Sua produção literária é difícil de ser interpretada em virtude da sua própria personalidade psicopática . É, entretanto, um sincero. Nada o atemoriza. As fases simultâneas de sua vida podem ser estudadas através dos seu heterônimos. Assim temos em Fernando Pessoa várias personalidades a quem atribui nomes, aspectos físicos, idade e até altura. Álvaro de Campos, Alberto Caeiro, Ricardo Reis, são por exemplo, alguns de seus heterônimos.
De seus poemas podemos destacar Guardador de Rebanhos, cujo heterônimo é Alberto Caeiro; Chuva Oblíqua; Ode Marítima .
A poesia de Fernando Pessoa traduz a aparente negação de si mesmo e que é descoberta dentro de sua alma. Diz ele: “Não tenho fé em nada, esperança de nada, caridade para nada. Abomino com náusea e pasmo os sinceros de todas as sinceridades e os misticismos de todos os místicos”.
Sua arte consiste no conteúdo de sua mensagem, em ser generoso e conseguir toda a amargura que a vida proporciona.

QUADROS, Jânio. Curso Prático Da Língua Portuguesa E Sua literatura. 1ª edição. São Paulo, Formar, 1966.

Fiquei dodói


Amigos leitores, ontem fui acometido de uma virose, fiquei muito desanimado, mole, não conseguia fazer nada além de dormir. Mas quero compartilhar com vocês a única coisa boa disso tudo.
Quando fico doente meus pais me tratam como se fosse ainda um “bebezão”. Fico cheio de dengos, ai mãe, vem ficar perto de mim, eles ficam medindo a febre, preocupados, ao meu lado. Até durmo no quarto deles.
Isso é tão gostoso, pois volto à minha infância, parece que sou ainda menino e que não cresci.
Precisamos de alguma forma voltar à infância, onde a fantasia, a dependência dos pais nos faz sentir amparados, pois o mundo secular nos faz perder muitas coisas, muitas lembranças juvenis.
Denilson 18/08/2011

terça-feira, 16 de agosto de 2011

Brasil um país de todos (saúde - carga tributária)

Gostaria de parabenizar Ariel Marques pela montagem desse vídeo esclarecedor. Precisamos de consciência política no que diz respeito ao nosso papel de cidadão!


sexta-feira, 12 de agosto de 2011

Dez Mandamentos da Área de Relacionamentos

Conselhos extraídos dos livros Homens são de Marte, Mulheres São de Vênus, de Jhon Gray, Disciplina, Limite na Medida Certa, de Içami Tiba, Limites sem Trauma, de Tania  Zagury, Decifrar Pessoas, de Jo-Ellan Dimitrius, Faça Amigos, de Andrew Mattews, e Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas, de Dale Carnegie

ü Antes de achar-se uma pessoa incompreendida, tente compreender aqueles que estão à sua volta.
ü Nunca deixe de ser verdadeiro consigo mesmo. Se as pessoas discordam das suas ideias ou de seu estilo de vida, o problema é delas, não seu.
ü As pessoas anseiam por reconhecimento. Se você optar por ver o lado positivo delas e as elogiar quando for adequado, elas se sentirão lisonjeadas, e você também sairá ganhando com isso.
ü Um relacionamento é como um pregão da bolsa: tanto pode estar em alta como em baixa. É ilusão achar que possa ser estável. Por isso, vale a pena se reciclar sempre, para manter a “eletricidade” da relação.
ü Os relacionamentos são uma via de mão dupla: para conviverem bem, as duas partes têm de ceder em alguns momentos. Um meio –caminho para o fim de um namoro ou casamento é quando só um dos parceiros impõe sua vontade.
ü Quando sentimentos negativos são reprimidos, sentimentos positivos ficam reprimidos também, e isso pode causar indiferença e até pôr a relação a perder.
ü Lembre-se sempre de que homens e mulheres são seres com profundas diferenças no modo de pensar e agir. As chances de sucesso no relacionamento são muito maiores quando se sabe interpretar os sinais emitidos pelo parceiro.
ü Os pais dão cada vez mais autonomia aos filhos, mas é preciso ensiná-los a assumir as responsabilidades que decorrem dessa liberdade. Por exemplo, delegando-lhe tarefas na administração da casa.
ü Um bom pai  não é necessariamente o que convive com os filhos o tempo inteiro, e sim aquele que não se faz ausente nos momentos críticos. Uma boa metáfora é que os filhos são como carros de corrida e os pais, uma espécie de pit stop onde eles se abastecem.
ü Dizer às pessoas que elas estão erradas é uma ótima maneira de reconquistar os inimigos. . Admitir que você está errado pode ser uma boa maneira de começar uma amizade.

sábado, 6 de agosto de 2011

Não desista...

“Não desista. Persista. Imite a corrente da água que ecoa sem cessar, apesar dos empecilhos da marcha. Esforce-se. Recorda que a vitória para ser verdadeira, preciso ter sido difícil- Lutar, continuar sempre, é saber desfrutar o verdadeiro valor da vida”.
R. Steele

sexta-feira, 5 de agosto de 2011

Livro Aberto

A rua é um livro aberto.
O olho minúsculo de um pássaro
é um livro aberto.
A porta fechada de um quarto
é um livro deserto.
Tenho escrito palavras
de muitos livros refeitos
que, surdos e quietos,
tecem límpidos e claros
os seus herméticos enredos.
Na rua leio o que soletro.
No minúsculo olho de um pássaro
não leio o que vejo,
embora pássaros e ruas
me ensinem o que percebo.
Me ensinam, por exemplo,
o desterro aberto e refeito
de todo livro relido,
se atrás da porta fechada,
refaço o seu silêncio desfeito,
releio o meu silêncio perdido.
Mário Chamie
(1933-2011)

quinta-feira, 4 de agosto de 2011

A crise existencial junto ao tempo


“Era uma manhã de inverno, as neblinas cobriam as montanhas, tocavam o verde e ofuscava sua tonalidade.
O homem, aquém das vidraças, percebe tudo lá fora, se sente preso, mas não é a prisão sofrida pelos que violam a lei, é a prisão do eu, que sufoca, coloca grades frias na alma.
Quer entender o sentido da vida, da felicidade, das pessoas, e tem certas ideias quanto ao que se destina tudo.
Precisa se encontrar, entender o porquê disto ou daquilo, o que fazer, como fazer, onde fazer.
Ideias perturbadoras subjugam sua mente, será que vai dar certo? Serei feliz? Ou não?
O passado o aflige, o hoje perturba e o amanhã apavora!”

Quantas pessoas não vivem assim? Acredito que a maioria das pessoas passa por um período de questionamento existencial, de incertezas futuras e até mesmo de desânimo diante da vida!
Por vezes temos ideias absurdas de prostração, de frustração, isso é comum, mas deixar que essas ideias o dominem totalmente e o paralise, cabe somente a você.
Existe um momento que temos que arrancar as últimas forças do nosso interior para vencer uma crise existencial.
Em muitas batalhas, parece que amigos somem, que as pessoas que amamos não nos compreendem e nos sentimos sozinhos.
Para vencer é necessário “domar” a mente, cuidar do corpo e não deixar o desânimo apoderar-se.
Os dias maus virão certamente, ninguém ficará livre dele, das lutas interiores para sempre, pois vencemos aqui, lutaremos acolá.
A vida é sempre assim, não é mesmo caro leitor?
Saiba que muitas vezes queremos uma explicação plausível para situações da vida, quem as têm?
Religiões tentam através de conceitos elucidar certos fenômenos que nos advém, particularmente, entendo que Deus ora se revela, ora encobre seus soberanos propósitos e estes são os mistérios.
Algumas coisas não se revelarão na vida efêmera, mas na eternidade.
Existe um véu efêmero que nos separa de certa forma dos mistérios eternos. Isso quer dizer que devemos viver, não desejando saber aquilo que nos é ocultado e aceitando que o tempo urge.
Acredito que o tempo é amigo do Criador, aparentemente nosso inimigo, pois consome nossa juventude, eterniza nosso sofrimento, torna-se veloz quando somos felizes.
Mas ele também revela-nos propósitos eternos, traz em sua mão sabedoria e nos oferece, alguns aceitam, outros não.
Sabedoria que nos ensina o amor próprio, mas que extraí a vaidade excessiva.
Quantas pessoas  vivem admirando-se a si, fazem questão de citar todas as qualidades que possuem, às vezes nem as possuem de fato, nem percebem que  personificam a soberba, são pessoas que não tem vida social, são tão cheias de si que não atraem amigos, todos se afastam, porque relação é troca, e não meu próprio reflexo no outro.
O tempo nos oferece mudanças, respostas, compreensão, aceitação, mas muitos correm do tempo, eu também corro, pois morro de medo de envelhecer, mas procuro aprender as lições que o tempo me ensina e quer me ensinar.
Alguns viverão uma vida longa e jamais permitirão aprender a ser melhores consigo e com outros!
Passarão para a eternidade inflamadas de orgulho, mesquinharias, invejas, porfias, maldades, egocentrismo, mágoas.
Onde você está preso? Depende de você, do tempo? Está disposto a aprender, aceitar, amar e desprender?
Denilson 28/07/2010

segunda-feira, 1 de agosto de 2011

Chega de enrolar, faça hoje!

Novos estudos sugerem que deixar tarefa para depois faz parte do instinto humano, uma pesquisa feita pela consultoria Triad OS, ouviu mais de 3.500 internautas, a sugestão final foi que  até 70% dos brasileiros postergam a realização das tarefas.
Empurrar com a barriga é tendência universal, enraizada no instinto humano, os romanos já nomeavam de procrastinar, que significa, literalmente, mover alguma coisa de um dia para o próximo.
A procrastinação deixa de ser mau hábito e se torna um risco um risco quando contamina a vida profissional. Segundo a pesquisa da Triad OS, 64% das pessoas afirmam adiar sistematicamente tarefas do trabalho. Os prejuízos são grandes. O risco mais óbvio é perder o emprego. “Postergar tarefas é típico de gente acomodada, que não busca soluções para os problemas”, diz Sofia Esteves, presidente da consultoria DM RH. “Não há  mais espaço nas empresas para profissionais assim.” Outro problema é criar um clima ruim no ambiente de trabalho. “Hoje os projetos são feitos sobretudo em equipes”, diz Edson Rodrigues, consultor de gestão de pessoas. “Ninguém quer pagar pelos atrasos do colegas nem empurra-lo o tempo todo.” O procrastinador limita seu horizonte profissional. Não aprimora seu trabalho porque faz tudo às pressas e tem medo de enfrentar novos desafios- porque conhece sua limitação. Em um mercado competitivo vai ficar para trás. “As pessoas que chegam ao topo são as pessoas que sabem usar seu tempo”, diz o especialista em gestão de tempo Christian Barbosa, da Triad  ps .
Procrastinar, para algumas pessoas, torna-se um estilo de vida, quase uma definição de personalidade. É algo que rima com rebeldia, improvisação, desapego . Parece ligado ao mundo dos criativos, em oposição aos chatos e organizados.
Mas será mesmo? Quem estuda o assunto de perto constata pouco charme e muita angústia- além de uma série de desvantagens- na vida dos proteladores seriais.
Pensamos que o compromisso está distante- a prova, a entrega de do trabalho, o dia de viajar-, calculamos que vamos fazer lá na frente muito mais do que conseguimos fazer agora. No fundo, acreditamos que teremos nos mês que vem, na semana que vem, amanhã,- muito mais energia e disposição do que agora. Porque estaremos mais descansados, teremos mais tempo...Mas o paradoxo embutido nesse tipo de atitude é óbvio: se falta disposição hoje, é pouco provável que ela se materializa amanhã. Afinal, o trabalho continuará igualmente chato e o tempo para realiza-lo terá diminuído. Mas a ansiedade crescerá.

20 passos para acabar com o hábito de enrolar e ganhar mais tempo para aproveitar a vida

1-Defina prioridades
Entender como as atividades de seu dia podem a ajudar atingir seus grandes objetivos é uma estratégia poderosa para deixar de adiar tarefas

 2-Mantenha o foco
Classifique suas obrigações para saber o que fazer primeiro. Divida-as em:
a.      importantes: devem ser o foco porque trazem benefícios a você
b.     circunstanciais: são compromissos ou tarefa que não tem nenhuma relação com seu projeto pessoal. Evite

3-Estabeça prazos
         Sem eles, nada sai do papel

4-Pense em etapas
Divida as tarefas em passos rápidos de se cumprir. Elas ficam menos assustadoras

5- Faça uma lista diária
Planeje como usar o dia, de acordo com a importância das tarefas

6- Seja realista
Planejar mais tarefas diárias do que é possível cumprir só trará dois resultados: trabalho por fazer e frustração

7- Antecipe urgências
Elas aparecerão. Uma boa medida é deixar 30% de suas horas de trabalho disponíveis para resolver esses problemas

8- Não confie na memória
Use o celular e o computador paa gerenciar suas atividades. Os sites Nozbe.com e Remembertthemilk.com aguardam listas

9- Premie-se
Estabeleça prêmios para etapas cumpridas. Vale um jantar em um lugar especial ou mais tempo para dormir

10- Repita: “É só começar”
Os psicólogos dizem que assim que começamos uma tarefa percebemos que ela não é tão repulsiva quanto parecia. Obrigue-se a começar

11- Faça uma coisa por vez
Não somos multitarefas. Estudos sugerem que quem faz várias atividades ao mesmo tempo tem um desempenho ruim em todas.

12- Livre-se do vício do e-mail
Conferir sua caixa de entrada a cada duas horas é suficiente. Se algo for muito urgente, as pessoas ligarão

13-Resista às redes sociais
Não é preciso ficar on-line o tempo todo. Já há sites que atualizam várias redes de uma só vez, como o tweetdeck.com

14- Bloqueie a internet
Para escapara da tentação de navegar a esmo, use aplicativos como o Fredom (macfreedom.com), que bloqueia a internet por até oito horas. O Selfcontrol(visitsteve.com /made /selfcontrol/) barra apenas os sites que você escolher

15- Conte o tempo
Ajuda a perceber que gastamos mais minutos do que pensamos com as distrações e qu cumprir tarefas simples é mais rápido do que imaginávamos

16- Mantenha a ordem
Uma pessoa pode perder 40 minutos por dia procurando por materiais e informações

17- A regra dos 15 minutos
É o tempo de fazer coisas chatas, como arrumar a casa. Ajuda a manter a ordem

18- Crie hábitos
Insista na rotina de organização por várias semanas até ela se tomar automática

19- Valorize o lazer
Preserve horários para se divertir. Relaxar ajuda a aumentar a produtividade

20- Perdoe-se
Quem se perdoa por uma enroladinha age rapidamente para cumprir a tarefa que postergou

  
     Revista Época 10 /01 /2011